sábado, 7 de agosto de 2010

Fechada .


Eu sou extremamente exagerada em tudo . Minhas dores me matam , meus amores duram quase que para sempre , minhas alegrias servem como um dose de energético que circula em minha veias , faz meu coração se acelerar e meus olhos brilharem ; minhas conquistas são de um valor tão grande , que as vezes até me esqueço do que perdi . Queria grifar na maioria das vezes , somente as partes boas disso . Por um lado , é bom , mas momentâneo . Nem tudo é tão perfeito . Sou alguém egoísta , que se recusa a até mesmo dividir as minhas dores com alguém , o mesmo acontece com os amores , com as perdas . Uma visão periférica , de alguém sempre alegrinho , que parece nunca se abalar com nada . Queria mesmo mudar esta imagem , talvez seja realmente mais fácil , do que quem sabe , mudar a visão de outras pessoas .
Contraditório , já que na maioria das vezes , nem me importo com a imagem que os outros vem , sobre o que acham ou imaginam que sou . Muitos preferem até mesmo ignorar , já que os seres humanos usam outros de uma maneira tão descartável .
Gosto de essência , única . Que ou encanta alguns com sua auenticidade , ou até mesmo causam um incômodo passageiro . Mas é algo meu , que ninguém mais tem . Egoísta sim , não nego .
Tento todos os dias , tratar as pessoas com um pouco menos de prioridade , até porque eu já as decepcionei tantas , talvez por ser alguém tão individualista , e as vezes , tão fria . Tenho medo de ser tocada profundamente , e depois este alguém desaparecer por completo . A solução para isto , não é tão simples . Ou permaneço fria , sem permitir que meu coração se aqueça , ou encontro alguém que me toque fundo , e retire por completo este meu medo .

Nenhum comentário:

Postar um comentário