quinta-feira, 21 de outubro de 2010

pain .


Frases curtas e embaralhadas , palavras que sempre teimam em escapar . Se transformam , se juntam , criam outras novas , e libertam minha alma , expandem meu coração . Acabam com qualquer evidência da minha tristeza , que me recuso em deixar evidente . Egoísta ou não , prefiro guardar a dor comigo , a deixá-la transparecer , e fazer com que outros tomem posse dela . Seria injusto , talvez errado , não valeria a pena abrir mão dela , para conquistar um momentâneo estado de alívio . Alguma coisa por aqui é justa ?

Nenhum comentário:

Postar um comentário